Baile do KondZilla em Campinas mostra que o funk é eclético

Comportamento 2 semanas atrás

*Todas as fotos por Ryck Rodriguez // Portal KondZilla

O Baile do KondZilla, o baile funk que você respeita, passou por Campinas, no interior de São Paulo, na última sexta-feira (3), e deixou claro a versatilidade dos artistas da KondZilla Records. Com artistas da antiga e da nova geração, o público aproveitou o baile até o sol (quase) nascer e saiu da casa de shows Prime Hall querendo mais. Agora o Portal KondZilla vai te dar um gostinho de tudo o que rolou.

Se em São Paulo caia o mundo de tanta chuva, em Campinas o tempo era mais que adequado para um baile funk. Com os portões abrindo às 22h, o público chegava aos montes, enquanto o DJ Pancadão abria os trabalhos, deixando a galera aquecida.

A primeira atração da noite foi o MC Hollywood, uma das principais vozes nos bailes de ruas pelo Brasil, cantando seus principais sucessos “Fumando e Bebendo” e “Como eu vou Voltar pra Casa“, seu mais novo hit, “Rapidamente Treme o Bumbum“, além de homenagear seu ídolo – confissão que ele fez ao Portal KondZilla -, o MC Magrinho.

Foto: Ryck Rodriguez // Portal KondZilla

Em seguida, o Moleque Monstro, MC MM, subiu no palco e manteve o nível de quebrada. Lembra quando dissemos que a KondZilla Records tem muita versatilidade? Hollywood e MM representam os bailes de ruas, com suas músicas tocando em tudo quanto é carro de som. Um exemplo disso foi quando o MC MM cantou sua nova música, “Mandelinha“, e o baile todo cantou junto. Estourado, fio.

Estávamos na transição entre sexta e sábado, quando ao som de “Wild Thoughts“, de DJ Khaled com Rihanna, o MC Kekel entra em cena. E olha, o cantor estava bem animado. Subiu na estrutura de luz, cantou no meio da galera, dançou, rebolou, fez um pouco de tudo. Para quem estava na bad com algum romance, depois de cantar “Quem Mandou Tu Terminar?” e “Solteiro Até Morrer“, a saudade do/da ex passou foi longe.

Antes da primeira hora do sábado, chegou a hora das mulheres rasparem a placa no chão com a MC Tati Zaqui, que além do seu hino “Parara Tibum”, fez o público suar de tanto dançar com as músicas “Água na Boca” e “Estoy Loca“.

Foto: Ryck Rodriguez // Portal KondZilla

Quando dá uma hora da manhã, é que o bonde se prepara pra vibe. E poucos MCs têm tanta vibe quando o MC Guimê. Cantando sucesso atrás de sucesso, o “rei da ostentação” fez uma espécie de retrospectiva da carreira no palco, indo de “Tá Patrão“, passando por “País do Futebol” e chegando no hit mais recente “No Auge“.

E a fase ostentação do baile estava só no começo. Logo depois, o MC Rodolfinho subiu ao palco e manteve o nível lá em cima. Tentei encontrar alguém que não estivesse cantando junto com o menor de Osasco, e foi difícil. Até “Não Chora“, música lançada um dia antes, já estava na boca do povo.

Para fechar a fase de nostalgia do começo da década, ninguém melhor que o moleque do kit, MC Dede. Com muita energia, o cantor subiu no palco e mostrou porque é querido por todos quando um fã subiu no palco e ele o abraçou como se fosse um amigo de infância. Sem deixar os sucessos de lado, o cantor foi embalando um atrás do outro, com “Pow Pow, Tey Tey“, “Passei de Oakley“, entre outros. Até o diretor KondZilla aproveitou pra pedir uma música pro MC Dede: “Olha o Kit – Parte II“. O baile quase veio a baixo com tanta nostalgia.

Depois da fase ostentação, chegou a nova geração de MCS, febre do Youtube. Primeiro, subiu no palco o Mitico DJ, que trouxe pra galera o melhor do funk de todo o país. A música que mais se destacou no set do youtuber foi “Abusadamente“, do MC Gustta e MC DG, que fez a galera embrazar no passinho dos maloka. Em seguida, foi a vez da Dani Russo subir no palco. A melhor do baile mostrou que essa nova geração tem muito gás, e mesmo às 3h da manhã fez geral pular e rebolar ao som do seu novo sucesso, “Solo Seduzente“.

A noite estava próxima de virar dia, quando o MC Bin Laden chegou para não deixar a galera pensar em sair fora do baile. Explodindo tudo – com o perdão do trocadilho -, o cantor levantou o público com “Bololo Haha“, e também mostrou que tem hits em vários estilos, com “Minha Ex” e “Famosinha do Instagram“.

Foto: Ryck Rodriguez // Portal KondZilla

Fechando o Baile do KondZilla com chave de ouro, ninguém melhor que um “prata da casa”. Nascido em Campinas, o MC Kevinho subiu no palco se sentindo em casa. O MC que vem chamando a atenção do mundo cantou fez muita raba balançar ao som de “Tumbalatum“, “Olha a Explosão” e o mais novo “Encaixa“. Sem dúvidas foi uma noite incrível, do começo ao fim.
Todas as fotos por Ryck Rodriguez // Portal KondZilla

 

Leia também:

O 1º Baile do KondZilla trouxe o melhor do funk para os palcos

Florianópolis foi ao delírio com o Baile do KondZilla

Comentários