Florianópolis foi ao delírio com o Baile do KondZilla

Comportamento 3 semanas atrás

*Todas as fotos por: Larissa Trentini // Portal KondZilla

Aconteceu no dia 22 de setembro na casa noturna Stage Music Park, mais uma edição do Baile do KondZilla. A festa, que reúne o melhor do baile funk, rodou diversas capitais do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e na sexta-feira (22) fez uma noite dupla nas cidades de Florianópolis e Criciúma, no estado de Santa Catarina. Saindo das telinhas para os palcos, a KondZilla levará para diversas capitais a forma profissional de trabalhar com o funk, e na festa não foi diferente. Palco 360º, Luz de LED, vídeos, efeitos de palco e muita animação para o público. Se liga agora que o Portal KondZilla vai te contar como foi a festa:

O baile aconteceu na casa Stage Music Park, no bairro de Jurerê. A capital do estado é conhecida pelas diversas casas noturnas e a estrutura do Stage Music era de surpreender. Uma casa preparada para receber um volume grande de público, com infraestrutura, acessibilidade, diversas opções de camarotes e preços justos. Na noite do dia 22, tivemos mais de 7 mil pessoas presentes na edição do Baile do KondZilla. Isso só em Florianópolis, em Criciúma, mais de 3 mil e 500 pessoas assistiram aos shows na casa Sisos Hall.

No line-up, artistas da KondZilla Records animaram o público e os horários das apresentações eram rigorosos – até porque, eles estavam num rodízio de se apresentar nas duas casa. A festa estava programada para começar às 22:00 e antes disso o público já fazia o esquenta no gigantesco estacionamento da casa.

img_1292

O primeiro artista da noite foi o MC Hollywood, enquanto isso o DJ animava o público presente – que não era pouco, pelo menos mil pessoas já estavam na casa. Ao subir no palco, Hollywood estava confortável e muito animado com a festa. Fez uma apresentação de abertura e convidou a todos para dançar com o sucesso que está nos carros dos fluxos de São Paulo: “Rapidamente treme o bumbum“.

O DJ Pancadão foi o Mestre de Cerimônias da noite. Intercalando entre a cabine de som e animando o público, Pancadão distribuiu brindes, bonés e CD’s da KondZilla durante a festa. Quem seguiu após o show do MC paulistano, foi o DJ-Youtuber Mítico Jovem – que com o seu jeito único e divertido, animou o público com dança, música e muita risada.

O próximo a se apresentar, mostrou para Floripa o ritmo que a noite levaria. MC Rodolfinho, o eterno “Vida Loka“, se mostrou muito confortável com os palcos e com o público catarinense. “Chora Boy” era cantada pelo público enquanto o cantor chegava no palco. Com carisma e simpatia, a apresentação deixou um gostinho de quero mais no público. Mas essa vontade foi suprida em seguida pelo MC Kekel que chegou com tudo no palco. Com um jeitão divertido e brincalhão, o MC fez o povo dançar com os hits “Solteiro até Morrer“, “Partiu” e “Quem mandou tu terminar“.

img_1424

Nesse ritmo forte, MC Dede surgiu com a estilera tradicional da Oakley e “Passei de Oakley” anunciou o começo do show. O eterno “menino do kit” gingou, dançou, brincou e mostrou que o ritmo da KondZilla é intenso. Antes da 1 hora da manhã, o público presente já tomava conta da casa.

Arrisco a dizer que o MC Matheuzinho entrou no palco para dar um respiro pro público, porque a tríplice: Rodolfinho, Kekel e Dedê elevou a festa para outro nível. Afinal de contas, em seguida chegou o MC Guimê. Um dos artistas de funk mais completos da atualidade provou porque recebe esse título. Com muito domínio de palco e um repertório que vai das músicas “Tá Patrão“, “Plaquê de 100“, “País do Futebol” e a mais recente “No Auge“, a mensagem do cantor era intensa.

Em seguida, a melhor do baile, Dani Russo, subiu aos palcos para conduzir o público com seu “Solo Seduzente“. A mulherada presente foi ao delírio com a Youtuber e batendo palma celebraram o show da cantora de apenas 19 anos.

img_1638

DJ Pernambuco entrou para mostrar o jeitão paulistano de requebrar. Com muita dança e a mulherada no palco (tipo, muitas mesmo), o DJ foi ao delírio com a resposta do público. Seu show foi curto para tanta animação que trouxe. Ao seu lado, estava o responsável por tudo aquilo acontecer. O diretor KondZilla alternava entre o camarote com os amigos e a cabine do DJ. Era nítido reparar a alegria em seus olhos por mais uma realização em nome do funk.

img_1692

Caminhando para o fim da festa, Tati Zaqui subiu no palco com sua dança envolvente. A cantora acabou de lançar o single “Tem que respeitar“, que novamente tem a dança como destaque. O funk paulistano é muito bem representado com a Tati Zaqui, provando que está no funk há anos por sua competência.

img_1773

Agora faltava pouco para o fim desta noite que correu bem e foi tão aguardada. Outra atração que o público estava aguardando, era o MC Kevinho. O garoto prodígio do funk não deixou por menos e colocou o Stage Music pra baixo com seus dançarinos, muitos efeitos de palco e um carisma único. O público parecia envolto ao talento do cantor que, do começo ao fim do show, não parou por um minuto, sendo os sucessos “Olha a Explosão“, “O Grave Bater” e a nova “Encaixa” cantados por toda a casa.

Quem achou que a noite acabaria com o Kevinho, estava muito enganado. A dupla MC MM e MC Bin Laden subiram juntos ao palco e literalmente tocaram o terror. Destaque para o DJ Tom que não parou de tocar no set inteiro, deixando todo o público animado enquanto os MCs cantavam todos os seus hits. A noite, agora sim, estava finalizada.

Confira mais da festa que rolou em Santa Catarina pelas fotos abaixo:

——

Leia também:

O 1º Baile do KondZilla trouxe o melhor do funk para os palcos

Comentários