MC Bella alcança 100 milhões de visualizações no videoclipe “Arlequina”

Matérias 2017/05/19

Com pouco mais de um ano de carreira no funk, a cantora de 20 anos, natural da Bahia, se encontra no circuito de São Paulo. Bella tem no currículo outras músicas como Metralhadora e Cinderella – parceria com o MC Gui – mas o que destacou ela foi seu primeiro clipe solo “Arlequina” que recentemente atingiu a marca de 100 milhões de visualizações. E se você pensa que o papel da mulher no funk é só de dançarina, a Bella é um exemplo dessa mudança. Para você sacar mais disso tudo, o Portal KondZilla foi falar com ela, uma das mulheres no circuito de funk de São Paulo.

“Tem muita mulher no funk, mas elas não têm oportunidade” dispara Bella no começo do papo. “Acho que também falta parceria entre nós [mulheres] de fazermos músicas em parceria. Isso nos ajudaria, chamaria mais a atenção do público, como acontece lá fora”.

Baiana da cidade de Itanhaém, no extremo sul do estado, Isabella Estevam de Oliveira, 20, nos recebeu na produtora em que trabalha e disse que sempre teve uma paixão por música. Porém, por conta da sua timidez, ficava com vergonha de mostrar suas habilidades artística pros amigos na escola.

2

Aos 14 anos, Bella se mudou para o Espírito Santo e decidiu aflorar seu lado artístico fazendo pequenas apresentações de cover de diversos artistas. O funk ainda não estava tão presente na sua vida, como ficou ao se mudar para São Paulo, mas estava no radar da garota.

“Eu tinha minhas composições, mas me sentia mais a vontade cantando músicas de outros artistas. Até que em um dia de loucura, gravei um vídeo cantando uma música do MC Magrinho. Era uma música de putaria, mas cantei uma versão light e saiu algo legal”.

Foi assim que tudo começou para a garota, que agora, se firma no funk. Isabella explica que depois desse vídeo, ela conseguiu chamar a atenção do pessoal do circuito. Após alguns lançamentos, Bella recebeu diversas propostas e contato de diversos empresários, parecia que a chance era aquela. No entanto, o fato de ser mulher fez com que muitas dessas propostas fossem, digamos, com uma segunda intenção.

6

Bella ainda explica que se mudou para São Paulo aos 19 anos e logo de cara foi morar sozinha na capital do estado. Com o tempo, encontrou um empresário de sua confiança e interessado em promover o trabalho da cantora, e a partir daí, ela diz que as oportunidades foram aparecendo aos poucos, muito por conta do seu talento como MC. Na trajetória, a cantora que começou logo aos 14 anos, teve seu ápice com a música “Arlequina”.

“[Arlequina] foi o meu primeiro clipe solo, e não esperava que fosse dar toda essa repercussão. Muita gente achava que eu só fazia sucesso por conta das minhas parcerias. Na verdade, creio que isso até me ajudou [ser o primeiro videoclipe solo]. E eu bati o pé pela ideia do videoclipe, de retratar uma “Arlequina” e essa questão do relacionamento”, conta a MC. “Meu empresário, que é louco como eu, gostou da ideia e deu no que deu (risos)”.

A MC ainda tem no currículo outros milhões, na música: Metralhadora, a MC esta perto dos 6 milhões; em Ela só quer e Passinho do Alibaba 2, 1,5 milhões em cada. Isso sem mencionar as parceiras da moça com o Pollo (13 milhões) e MC Gui (17 milhões).

3

Fã de Rihanna e da MC Pocahontas, a história de vida da MC também chamou a atenção da grande mídia. Quando criança, sua mãe biológica foi morar nos Estados Unidos. Ela passou boa parte da vida morando com sua família adotiva. Até que, recentemente, sua mãe voltou ao Brasil e o reencontro foi transmitido no programa do Rodrigo Faro, na Rede Record.

A cantora explica que sua apresentação na TV fez com que várias pessoas virassem fã não apenas da MC Bella, mas da Isabella também. E ela faz questão retribuir todo esse carinho.

“Sinto a necessidade de falar com meus fãs, interajo muito com eles. Você tem que fazer as coisas por amor e pensando neles. No show, por exemplo, não tenho que cantar só o que quero, tenho que atender ao público. Sem eles [fãs], não existe a MC Bella”.

1

E a garota não perdoa. Como diz na letra de 100 milhões de acessos: “Eu sou muito boa amando, mas sou melhor me vingando”.

Encontre a MC Bella nas redes sociais: Instagram .

Autor:
Redação

Comentários