Os sucessos da pop music cantados por elas

Música 08/03/2018

Destino final da maioria dos artistas que começam num segmento e conseguem ‘estourar’ Brasil (ou mundo) a fora, o pop é um estilo musical com um leque gigantesco. Claro que as mulheres também estão presente por aqui, são artistas com um apelo maior ao público teen. Na nossa seleção especial para o Dia Internacional da Mulher, separamos algumas artistas para você conhecer mais e também acompanhar o trabalho delas. Confira:

#Ludmilla
Ludmilla, antigamente conhecida como MC Beyoncé, tem suas raízes no funk, mas acabou sendo cativada pelo pop. Com 22 anos, a carioca já alcança vôos altos no cenário da pop music. Inclusive, a cantora está em turnê pela Europa (Março/2018). Ludmilla lançou seu primeiro álbum em 2014, dentre tantos outros lançamentos como: “Sou Eu” (83 milhões de visualizações), “24h Por Dia“, (113 mi) e “Cheguei” (193 mi) foram os sucessos que mais estouraram até agora.

#Anitta
Assim como Ludmilla, Anitta já foi MC, sabia?! Larissa de Macedo Machado, 24, é o grande nome do país (e do mundo, talvez) na música. Olhando a trajetória da cantora, temos “Meiga e Abusada” (98 milhões de visualizações) como o primeiro grande sucesso, mas a música que realmente colocou Anitta no mapa foi “Show das Poderosas” (141 mi), o verdadeiro estopim da carioca, chegando ao Hot 100 da Billboard Brasil. Depois disso, a carreira da cantora só subiu.

Anitta se lançou no mundo todo com parcerias internacionais na campanha CheckMate. Seus últimos sucessos foram “Machika” (89 mi), com J Balvin e Jeon, “Paradinha” (247 mi) e “Vai Malandra” (219 mi), com Zaac, DJ Yuri Martins, Maejor e Tropkillaz.

#Dani Russo
“Nois é foda, o resto é moda, eu não tenho culpa de ser a melhor do baile” é o bordão da youtuber-MC Daniela Russo, 19, que também virou o refrão do primeiro hit, “Melhor do Baile” (105 milhões de visualizações). Dani Russo é seu nome artístico. Além da carreira musical, ela é dona do 2º maior canal feminino do Brasil. No currículo, ela também lançou: “Solo Seduzente” (47 mi), “Batendo Palma” (51 mi) e seu último sucesso, “Oh Quem Voltou” (19 mi), com participação de MC Pocahontas e Naiara Azevedo.

#Iza
Isabella é carioca e logo aos 14 anos começou a cantar no coral da igreja da região em que morava. Depois dessa iniciação musical, ela começou levar a sério sua carreira na música através de um canal de covers no YouTube. Hoje, aos 27 anos, Iza virou símbolo de sucesso no pop brasileiro, com músicas como “Pesadão“, (88 milhões de visualizações), com participação de Marcelo Falcão, “Te Pegar” (10 mi), e “Quem Sabe Sou Eu” (3 mi), que inclusive foi trilha da novela Rock Story. A cantora é muito influente nas redes sociais e foi convidada para participar do show do CeeLo Green no Rock In Rio em 2017, assim como também cantou e participou da propaganda da Apple.

#Karol Conka
“Já que é pra tombar”, ninguém melhor que a Karol Conka nessa lista. A paranaense que surgiu no rap, vem chamando a atenção do Brasil com a sua ousadia e seu trabalho totalmente único. O sucesso “Tombei” (22 milhões de visualizações), foi lançado no Canal KondZilla e colocou a cantora no mapa nacional. Depois disso, a carreira dela foi só avanços, com sucessos como: “É O Poder” (12 mi), “Sandália” (1 mi) e “Farofei” (3 mi), com videoclipe feito pela KondZilla e gravado todo no Japão.

BÔNUS:

#Luisa Sonza
Rebolar é o último sucesso solo de Luisa Sonza, 19. Nascida em Tuparendi, no Rio Grande do Sul, ela também começou através de seu canal no Youtube. A gaúcha já lançou parcerias com Rick & Nogueira em “Perigo” (1 milhão de visualizações), como te contamos aqui, “Olhos Castanhos” (8 milhões de visualizações) e “Não Preciso de você Pra Nada” (10 milhões de visualizações), com Luan Santana.

Quer saber mais dessas artistas? Acompanhe-as nas redes sociais:
Ludmilla – Facebook // Instagram

Iza – Facebook // Instagram

Dani Russo – Facebook // Instagram // Youtube

Luiza Sonza – Facebook // Instagram

Anitta – Facebook // Instagram

Karol Conka – Facebook // Instagram

Leia mais:
Se liga no papo: Outubro Rosa é importante sim!

O mundo é delas, inclusive o mundo dos videoclipes

Comentários