Se liga no papo: Outubro Rosa é importante sim!

Comportamento 2017/10/19

Você já deve ter reparado que algumas vezes o pessoal costuma associar cores e meses numa mesma frase. Por exemplo, o mês passado era setembro, mas também era o “Setembro Amarelo“, uma campanha que durou o mês inteiro e visava falar sobre o combate ao suicídio. Outubro é a mesma fita, acontece a campanha “Outubro Rosa“, que aborda durante um mês todinho o combate ao câncer de mama e a saúde feminina. Aqui no Portal KondZilla, eu vou compartilhar um pouquinho com vocês sobre o que é o “Outubro Rosa”, além de te passar a letra sobre como você pode cuidar da saúde.

O “Outubro Rosa” é uma campanha internacional criada em 1990. Tudo começou na “Corrida pela Cura” em Nova York, onde a ideia era conscientizar as mulheres sobre a importância de se cuidarem e prevenir o câncer de mama. Hoje, as atividades de conscientização da campanha acontecem em todo o planeta e ajudam milhares de pessoas.

Se você ainda não sabe, o câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve nas mamas quando as células mamárias se multiplicam de forma anormal. Esse tipo de câncer é o que mais atinge as mulheres no mundo, tendo até 458 mil mortes por ano. Mas como toda doença, quanto antes você descobrir mais fácil é de curar, por isso a prevenção é tão importante.

No Brasil, existem tratamentos para o câncer de mama e o SUS (Sistema Único de Saúde), por meio do Ministério da Saúde, oferece atendimento gratuito. Temos também o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), que atua na prevenção de todos os tipos de câncer no país. A campanha do INCA de 2016 era “Câncer de Mama: vamos falar sobre isso?”. A proposta é que todas as pessoas (homens e mulheres) saibam o que é o câncer de mama e como a população pode se prevenir.

imagem-abertura

#Fiquem ligadas:

Tem algumas dicas que podem te ajudar a prevenir o câncer de mama. O histórico da sua família é um dos fatores mais importantes. Procure saber se alguém da família tem ou teve câncer de mama. Se a resposta for sim, é importante você acompanhar e se prevenir ainda mais, pois o fator genético é importante.

As principais vítimas do câncer de mama são mulheres, e acima de quarenta anos, mas isso não significa que você que é mais nova não deva tomar as devidas precauções. A prevenção é o melhor remédio, afinal caso você descubra o problema, quanto antes você tratá-lo, melhor. Isso também significa que nós devemos conversar com as mulheres mais velhas para trocar informações sobre o câncer de mama – e também alertar sobre. Ah, e não podemos esquecer que é uma idéia errada pensar que homem não tem câncer de mama. Pura besteira.

#O que aumenta o risco de ter um câncer de mama?

Não existe uma regra para que um câncer comece no corpo humano. Questões de ambiente e comportamento como: sobrepeso, obesidade, sedentarismo (não fazer nenhum exercício físico), beber muito álcool e realizar muitos exames de raios-x são fatores que podem ajudar o desenvolvimento. Mas há outros também que não seguem a regra. Novamente, por isso que a prevenção é importante.

Outros fatores que podem ser um indicativo são os históricos reprodutivo e hormonal. Se você menstruou antes dos 12 anos, não tem filhos, teve a primeira gravidez depois dos 30 anos, não amamentou corretamente ou fez uso de anticoncepcional por muito tempo, há uma maior propensão de você ter câncer.

Além disso, há os fatores genéticos e hereditários, como já mencionamos: histórico de câncer na família e alterações genéticas nos genes BRCA1 e BRCA2 (genes reparadores de moléculas).

como-fazer-o-autoexame-da-mama_20391_lFonte: tuasaude.com.br

#E como se prevenir?

A boa notícia é que o “Outubro Rosa” realmente tem funcionado. Até 30% dos casos podem ser evitados se as pessoas praticarem atividade física regularmente. Outro fator que ajuda é manter a alimentação saudável com nosso peso balanceado. E excessos, se evitarmos o consumo desmedido de bebida alcoólica.

Eu, por exemplo, pratico atividade física regularmente, procuro fazer escolhas saudáveis de alimentação e não beber muito. E isso não é só para prevenir o câncer, como também para saborear a vida de maneiras diversas.

#Como detectar?

Conhecer o próprio corpo é importantíssimo para mulheres e homens. No caso do câncer de mama, quanto mais cedo você entender e conversar com seu corpo, melhor. Além disso, consultar-se com uma médica para saber sempre quais exames realizar para tratar da manutenção da sua saúde, também é uma boa. Não tem idade certa para conhecer o próprio corpo.

As mulheres acima de 40 anos devem fazer uma mamografia (radiografia das mamas) de rastreamento a cada dois anos, para evitar que o câncer se manifeste pelo corpo sem que ninguém perceba. Já as mulheres mais jovens, que têm as mamas mais densas, podem gerar resultados falsos-positivo para câncer, mas é sempre uma boa estar alerta. Sentiu alguma coisa de diferente, procure um profissional capacitado. A internet ajuda a identificar o problema, no entanto, a solução deve ser baseada em conhecimento profissional. Não se arrisque.

como-fazer-o-autoexame-da-mama_20392_lFonte: tuasaude.com.br

#O autoexame

Além das consultas médicas, existe a técnica do autoexame: quando nós mesmas tocamos nossas mamas para perceber se existem nódulos que possam representar um câncer de mama. Para você fazer o autoexame, o ideal é ficar de frente ao espelho. Uma das mãos você coloca atrás da cabeça, e com a mão inversa da mama (por exemplo, mão esquerda na mama direita) você faz o autoexame. Mas o procedimento não substitui os exames médicos, e muitas vezes pode alertar para um falso resultado. Nunca se garanta só com o autoexame, procure sempre conversar com sua ginecologista e também com mastologistas, que são os médicos que cuidam especificamente das mamas.

#Quais são os sintomas?

Os sintomas podem ser: Vermelhidão na pele, inchaço ou calor, alteração no formato e tamanho dos mamilos e das mamas, caroços nas axilas, líquido escuro saindo dos mamilos, pele enrugada e feridas nas mamas.

12-sintomas-do-cancer-de-mama-o-que-procurar

Então, mulher, fique ligeira para o câncer de mama. Conheça seu corpo e converse sempre com outras mulheres e as médicas. Vocês homens também podem alertar amigas, irmãs, mães, namoradas, vizinhas e colegas de trabalho sobre a importância de se cuidar. E não se esqueçam, agora é o “Outubro Rosa”, mês que vem é o “Novembro Azul”.

Autor:
Brunata Mires

Comentários