Série “Deu Positivo” retrata gravidez na juventude

Juventude 04/10/2018

“Esse projeto é uma homenagem a todas as mães jovens”. O tema gravidez na adolescência não é recente, digamos assim. É muito importante destacarmos a questão da prevenção, mas nem sempre ela é efetiva. Pensando nisso, as parceiras do Hysteria criaram a série “Deu Positivo”, que mostra como é ser mãe jovem nos dias de hoje. Aproveitando a série, o Portal KondZilla conversou com Mariana de Assis, diretora responsável pelo conteúdo pra te contar mais detalhes. Se liga!

A série “Deu Positivo” consiste em cinco episódios que retratam mães que deram a luz antes dos 21 anos e batalham para criar seus filhos. Uma dos principais pontos é a diversidade de histórias, mostrando que ser mãe na adolescência não algo único de uma classe social ou de um nicho específico.

Formada em comunicação pela PUC-RJ e atualmente estudante de cinema na Academia Internacional de Cinema, no Rio de Janeiro, a diretora Mariana de Assis contou como surgiu a ideia da série.

“Antes de produzir esse conteúdo para o Hysteria, eu já lia e me identificava com a plataforma”, explica a diretora. “Chamei uma amiga que entende muito de audiovisual para um brainstorm, esboçamos algumas coisas, mas ela estava grávida e tínhamos que interromper as ideias por conta disso. No começo foi meio frustrante, mas depois pensei: é disso que eu tenho que falar! Eu convivo com várias outras amigas minhas que foram mães, estava no meu universo”.

Satisfeita com o resultado final, Mariana nos contou que ficou emocionada com as histórias retratadas e que manteve uma relação próxima com todas as mães envolvidas nesse projeto, principalmente com a Naila, que acabou tendo no seu episódio uma verdadeira mudança na sua vida.

“Parece algo óbvio, mas não é: a qualidade do seu resultado final depende muito do cuidado que você terá com seu processo de criação. Nossa equipe se preocupou muito com esse processo e em ouvir sugestões, inclusive vindas das mães. Isso foi muito importante. O que mais me surpreendeu foi a história da Naila. Muita gente da família, da faculdade, do trabalho, não sabiam que ela era mãe, era algo que ela escondeu e decidiu tornar público junto com o lançamento do episódio. Ela escreveu um texto enorme, publicou nas redes sociais junto com o vídeo e acabou recebendo vários comentários lindos. Isso acabou estreitando nossa relação. E essa aproximação acabou acontecendo com todas as mães”.

A gravidez na adolescência não deve ser um tabu e sim um tema para ser debatido, discutido todos seus prós e contras, sempre criando uma conscientização sobre o tema. Nisso, a série “Deu Positivo” acerta em cheio, contando histórias bem reais e que fazem você refletir o quanto a maternidade é uma dádiva – independente de quando.

Acompanhe o Hysteria pelas redes sociais:
Facebook // Instagram /// YouTube

Acompanhe a KondZilla pelas redes sociais
Facebook // Instagram // Twitter // YouTube

Leia também:
Estabelecida no Funk, MC Carol lembra sua trajetória
Esporte não tem gênero

Comentários