Tal pai, tal filho – parças na música

Música 23/08/2018

Foto por: Reprodução // Instagram

Já pensou que louco você, realizando o sonho de ser MC com o apoio do seu pai rimando com você?! Essa história é real e verdadeira, é de Parelheiros, Zona Sul de São Paulo, que surge Caio Oliveira, 18 anos, vulgo MC Kaioken, e do seu Nelson Cardoso do Santos, 57 anos, o MC Careconi. Juntos, eles são parceiros musicais unidos pelo laço materno e o contrato musical. O filho, que antes sonhava em ser de jogador de futebol e hoje se destaca no funk paulistano como produtor e MC e contou ao Portal KondZilla como é ter o pai como parça no trabalho. Saca só:

Então né não sei nem por onde começar mais vamos lá 😂❤ Passando pra te desejar os parabéns, que aproveite bastante o seu dia pq você merece , sempre agradeço por ter um pai como você, tamo aí na luta atrás do melhor e pode ter certeza que Deus tá vendo nosso esforço e vai abençoar mais do que já vem abençoando 🙏🏻❤ Saiba que te amo mesmo não demonstrando muito e se não fosse a sua ajuda tbm que foi muito importante , não teríamos chegado aonde já chegamos , muitos pensam que não chegamos em nada mais só os que tavam com nois desde o começo sabe o quanto crescemos juntos e vamos crescer ainda mais se Deus quiser 😍😍 Enfim não sou muito bom com as palavras mais pode ter certeza que o que saiu aí foi verdadeiro ❤ FELIZ ANIVERSÁRIO 😍👏🏻

A post shared by Mc Kaioken (@mckaiokenoriginal) on

“Eu tinha medo de falar pra ele que eu cantava funk, um dia eu falei e ele aceitou normal”, explica Cario no começo do papo. Quando Kaioken, pensou em contar para o seu pai que estava cantando funk, não imaginaria que o apoio iria ser de uma forma tão positiva, ao ponto do seu pai começar a participar de suas músicas. “Ele começou gravando umas vinhetas pra mim, eu colocava nas produções, até que como ele já escrevia músicas, ele fez uma letra e falou pra mim cantar. Só que aí nessa eu falei pra ele gravar pra ver como ia ficar, ele gravou, eu produzi, mostrei pra ele, ele gostou e continuou cantando”.

Nelson Cardoso do Santos conhecido também como MC Careconi é compositor das antigas, já compôs músicas de diversos gêneros (sertanejo raíz, samba e para um grupo de pagode) e entrou para o mundo do funk para apoiar o filho na carreira de MC. Hoje os dois além de cantarem juntos em algumas participações e produções, eles vão até para o baile juntos. “Acompanhar meu filho foi um prazer enorme que eu tive, era um sonho que o moleque tinha. Como já vinha pelo meio da música, achei interessante dar uma força pra ele, principalmente pelo funk ser discriminado. Eu entrei nessa aí pra provar que o funk não é crime, o funk é uma pura realidade do sonho, daqueles que quer vencer na vida”.

É o Kaioken e o Careconi ❤ #LogoMaisMusicaNova 😍💣🙏

A post shared by Mc Kaioken (@mckaiokenoriginal) on

Caio, além de levar a relação pai-filho pro palco, também tem a relação cantor e produtor musical juntas. Essa fita de ter uma dupla carreira não é nova, já explicamos o movimento de MCs-Produtores no Portal. “Não foi nem uma escolha, foi uma necessidade, porque se eu ficasse dependendo de outras pessoas pra produzir, eu iria ficar até hoje esperando”, explica o jovem MC-Produtor. “Eu já cantava e eu não tinha dinheiro pra pagar a produção, tinha um PC velho, fui na casa de um parceiro, baixei o programa e alguns pontos e aprendi na raça, me joguei”.

Mas não fique tão emocionado assim, nem sempre Caio teve a admiração pelo funk e o sonho de ser MC, ele curtia mais outros estilos musicais e esporte. “Eu não gostava muito de funk, eu gostava mais dos black, aquelas músicas mais antiga tá ligado?! Mas aí eu ouvi a musica do MC Tevez, foi aí que eu comecei a gostar de funk e ouvir músicas de outros MC’s também. Já quis ser jogador, muito MC que hoje é MC queria ser jogador, só que aí não deu muito certo pra mim então comecei me empenhar na música”.

Aproveitamos essa história inusitada no funk para conhecer mais sobre a dupla Pai-Filho.

É o menor Mr na voz 🎶 Esse é monstro 👊

A post shared by Mc Kaioken (@mckaiokenoriginal) on

KZD: Ter um pai MC?! Como é isso?
DJ Kaioken: É daora tá ligado, porque, tipo, eu gravo música com ele, nóis vai pra baile junto, nóis canta junto [sic], ele tem musica que eu produzo, nois faz tudo junto, ele sempre me ajudando….Então é daora mano, que além de cantar, ele me ajuda pra caramba. Muita coisa eu devo a ele.Muito MC’s ai não tem o apoio, né mano, com ele é diferente, ele me ajuda, só tenho que agradecer.

KDZ: E o restante da família, como reagiu?
DJ Kaioken: Eles apoiam mano, apoia pra caramba, é uma das coisas que me ajuda né?! O apoio da família. Sem contar que, além de me apoiar, meu pai começou a cantar pra me ajudar. Lá nas antigas ele só curtia aqueles sertanejo, aquelas músicas antiga… Eu tinha medo de falar pra ele que eu cantava funk, mas ai um dia eu falei e ele aceitou normal. Começou gravando umas vinhetas pra mim, ai eu colocava nas produções, até por que ele já escrevia música. Ele fez uma letra e falou pra mim cantar, só que aí nessa eu falei pra ele gravar pra ver como ia ficar tá ligado, e aí ele gravou, fui lá produzi, mostrei pra ele, ele gostou e continuou cantando.

KZD: Você falou que ele escreve algumas das suas letras. Como surgiu essa parada de ser compositor?
DJ Kaioken: Então cachorro, ele já escrevia sertanejo antigão, pagode, samba, essas coisas, ele já fez uma letra para um grupo chamado “Tradição Negra” (acho que hoje em dia não existe mais não, mas ele fez). E é isso mano, único MC que ele fez música foi pra mim, ele faz música pra mim, eu faço música pra ele.

KDZ: Como é ser produtor e MC ao mesmo tempo ?
DJ Kaioken: Mano é daora ta ligado, o bom disso aí é que tipo, eu tenho uma música eu faço lá na hora, eu to com a ideia , eu gravo e já produzo, não preciso ficar esperando pra outro DJ produzir, por que as vezes eu faço as músicas com uma ideia e outro DJ que for produzi faz com outra ideia, tá ligado?! Então eu cantando e produzindo é melhor porque eu sei as ideia que eu tenho dela e já faço a produção.

KZD: E como surgiu essa brisa do nome: Kaioken
DJ Kaioken: Meu nome é Caio e nas antigas era MC Caio SP, só que já tinha um monte. Eu já não sabia o que colocar, aí veio a ideia de colocar o Ken, aí ficou Kaioken. Só que aí nessa eu lancei a música e o pessoal começou a comentar ‘esse ai é fã de Dragonball’, ai pensei “ué por que será ?!” (risos). O pior que eu assistia o desenho, mas só depois fui lembrar que era o nome de um dos poderes do goku.

Acompanhe MC Kaioken pelas redes sociais:
Facebook // Instagram

Acompanhe MC Careconi pelas redes sociais:
Facebook // Instagram

Acompanhe a Kondzilla pelas redes sociais:
Facebook // Instagram // Twitter // Youtube

Leia também:
Descubra a geração dos ‘MCs-produtores’

Comentários