Um intercâmbio do reggaeton com o funk

Making Of 06/08/2018

*Todas as fotos por: Léo Caldas // Portal KondZilla

As periferias mundo afora tem suas similaridades e suas diferenças. Mas são os detalhes parecidos que fazem com que você vá para uma periferia em São Paulo ou em Porto Rico e se encante por ambos os lugares, pois de uma forma ou de outra, a cultura, a forma de se comunicar ou de morar, se assemelham. O MC Kekel, um dos maiores expoentes da música brasileira, lançou um trabalho feito em parceria com Jowell & Randy, dupla de reggaeton porto-riquenha. Os cantores latinos vieram até o Brasil para gravar o videoclipe de “Louca Demais” e trocaram uma ideia com o Portal KondZilla. Saca só:

Joel Muñoz Martínez e Randy Ariel Ortíz Acevedo são um dos maiores nomes do reggaeton latino-americano, que ganhou a atenção do mundo muito graças ao hit “Despacito”, do cantor Luis Fonsi . Agora na vitrine da música global, Jowell & Randy destacaram a importância do intercâmbio entre o funk e o reggaeton, ambas músicas de periferia.


Esse é o Randy

“Há muitos anos estamos loucos para conhecer o Brasil e o baile funk – os produtores, o movimento, conhecer a cultura em geral”, diz Randy. “Ele [baile funk] é família do reggaeton. Toda a música urbana, de periferia, é da mesma família. Juntar o Brasil com Porto Rico é lindíssimo, tudo o que está acontecendo com a música latina no cenário mundial é sensacional”.


Jowell & Randy com o diretor Lucas Romor

A dupla de Porto Rico se encontrou com cantor brasileiro pela primeira vez no dia da gravação do videoclipe, que rolou no Parque do Gato, favela na Zona Norte de São Paulo. O trabalho contou com a direção de Lucas Romor. A dupla latina também se mostrou muito feliz de conhecer o Brasil e todas as suas características, que lembram, em certa medida, seu país de origem.


Esse é o Jowell

“Estamos conhecendo um pouco da cultura brasileira e era um sonho conhecer os bairros, as favelas, onde realmente é criada a música urbana”, comenta Jowell. “Nós queríamos vir aqui [na favela] e sentir essa vibração, que acaba sendo muito similar a Porto Rico, muda um pouco algumas palavras, pois a língua é diferente, mas o povo é muito parecido”.

Para o MC Kekel, esse é um trabalho especial. O cantor explicou que ele escreveu a composição da música, enquanto a produção musical ficou por conta do carioca DJ Batutinha. Kekel diz que quando ouviu a versão final da música, teve a certeza que o projeto era realmente especial.

“O Kond me chamou e disse que tinha a chance de fazermos esse trabalho junto com eles [Jowell & Randy], quando ouvi a música pronta, produzida, pensei comigo: ‘Nossa, é isso!’ Realmente, é uma oportunidade de ter uma luz lá fora”.

A união de duas músicas que nasceram em periferias de países latino-americanos é algo para se comemorar. Tanto reggaeton, quanto o funk têm uma importância não apenas musical, como de entretenimento e também uma questão social, de poder oferecer um futuro na arte para muitas crianças. Como diz o poeta: é muito mais que música!

Acompanhe o MC Kekel pelas redes sociais:
Facebook // Instagram

Acompanhe o Jowell & Randy pelas redes sociais:
Facebook // Instagram

Acompanhe a KondZilla pelas redes sociais:
Facebook // Instagram // Twitter // YouTube

Leia também:
Reggaeton e funk, uma mistura caliente

Comentários